quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Teles ampliam em 16% base de clientes em 2011


As empresas de telecomunicações no Brasil deverão fechar 2011 com sua base de clientes ampliada em 16% em relação a 2010, segundo a SindiTelebrasil (entidade que representa as empresa de telefonia).

De acordo com o diretor-executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy, a ampliação do acesso aos serviços de telecomunicações foi responsável por manter o faturamento das empresas em alta, mesmo em época de estagnação do crescimento do PIB.

Para o sindicato, em 2011 haverá 310 milhões de acessos aos serviços de telecomunicações no Brasil. O ano deverá encerrar com 238 milhões de acessos à telefonia móvel, com 35 milhões de novos celulares. Isso representa um incremento de 17% em 2011 apenas na telefonia celular.

A maior taxa de crescimento será no setor de banda larga, com 58 milhões de acessos, sendo 24 milhões só neste ano - um crescimento de 68%.

Serão 13 milhões de acessos à TV por assinatura, 3 milhões apenas em 2011. O crescimento neste segmento será de 30%.

Um dado que surpreendeu o setor foi o crescimento de 2% no mercado de telefonia fixa, que costuma registrar quedas sucessivas de clientes. Até o fim do ano, serão 43 milhões de telefones fixos no país, sendo 1 milhão de assinaturas feitas em 2011.

De acordo com Levy, as empresas de telefonia fixa buscaram alternativas para modernizar o produto, por isso o crescimento. O setor investiu 30% a mais do que o ano passado - cerca de R$ 23,5 bilhões, apontou o diretor.

FOLHA