sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Cantor Pery Ribeiro morre aos 74 anos no Rio de Janeiro


Filho da famosa cantora Dalva de Oliveira e do compositor Herivelto Martins, o músico Peri Martins de Oliveira, o Pery Ribeiro, morreu no final da manhã desta sexta-feira, aos 74 anos, no Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel, zona norte do Rio.

Segundo a unidade, ele sofreu um infarto agudo do miocárdio e não resistiu.

O cantor estava internado no hospital há pelo menos uma semana. Médicos afirmam que ele tinha suspeita de endocardite - uma infecção na membrana da válvula cardíaca ou do endocárdio.

Pery Ribeiro teve o nome artístico sugerido e adotado pelo apresentador César de Alencar nos anos 50.

BIOGRAFIA

A primeira atuação profissional de Pery Ribeiro foi aos três anos, dublando o anão Dengoso no filme "Branca de Neve e os Sete Anões", dos estúdios Disney. Sua mãe, Dalva, fazia a voz de Branca de Neve.

Aos cinco, participou das filmagens de "It's All True", o filme inacabado de Orson Wells rodado no Brasil.

Depois de alguns 78 RPM, lançou o primeiro de seus mais de 20 álguns, "Pery Ribeiro e seu Mundo de Canções Românticas", em 1962. Nele, era acompanhado pelo violonista Luíz Bonfá.

Seus trabalhos mais importantes foram gravados pela Odeon entre 1962 e 1976 e focavam principalmente repertório de artistas da bossa nova, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Roberto Menescal e Baden Powell. Foi o primeiro artista a gravar "Garota de Ipanema", em 1963.

De 2006, "Cores da Minha Bossa" é seu último disco lançado.

No mesmo ano, publicou a autobiografia "Minhas Duas Estrelas", que serviu de referência para a minissérie "Dalva e Herivelto", da TV Globo.

FOLHA