terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Toda grande empresa tem dívida, mas a Petrobrás...

Alexandre Versignassi
SuperInteressante


E agora a Petrobras já vale menos que o Whatsapp. Com a ação a R$ 4,45, o valor de mercado da empresa está em US$ 18 bilhões. O Facebook pagou US$ 19 bilhões pelo Whats em 2014. O Whatsapp ainda não tem um modelo de negócio para produzir receita de verdade. A Petrobras tem, desde o governo Vargas. O problema é que a nossa petroleira tem outra coisa que o Whats não tem: uma dívida de US$ 128 bilhões. Isso dá o valor de mercado da Volkswagen inteira. Pior: só os juros dessa dívida comem tudo o que a empresa tira de lucro.

Se você fosse a Petrobras, estaria trabalhando só para pagar os juros do cartão de crédito, e precisaria ir tirando cartões novos para pagar as contas de casa. E por mais que você trabalhasse, sua conta continuaria vazia, igual o caixa da Petrobras.

Sim, toda empresa grande tem dívida. Mas Petrobras joga em outro campeonato, sozinha. A dívida da Ambev, por exemplo, é de US$ 650 milhões. A da Embraer também está nessa faixa.

Tem mais. Dos quaquilhões que a Petrobras deve, US$ 24 bilhões são para agora – a empresa precisa quitar em dois anos, se não vira calote. US$ 24 bilhões é o valor de mercado do Carrefour (ou da Netflix, se você preferir algo da nova economia). Ou seja: a Petrobras precisa achar um Carrefour de dinheiro em dois anos para continuar viva. Em janeiro, a empresa tentou levantar uma parte disso com credores brasileiros. Não conseguiu.

Pense nisso quando alguém te aconselhar a comprar ações da Petro porque elas estão “baratas” demais. Diante da situação da empresa, nenhum valor é barato demais. E como o principal acionista da coisa, o governo, também não está nos melhores dias, o preço justo para uma ação da Petro neste momento é R$ 0,00. Qualquer coisa acima não passa de aposta.

(artigo enviado pelo comentarista Celso Serra)

Tribuna da Internet