News by Twitter - Share this blog on your social networks

Friday, January 27, 2017

Eike sabia que ia ser preso e ficará foragido até se esgotarem os recursos judiciais

Carlos Newton

Surgiram dois advogados para falar em nome de Eike Batista. Um deles, Fernando Martins, um ilustre desconhecido, anunciou que o empresário “está viajando, mas vai se entregar à Justiça”. O outro, Sérgio Bermudes, um dos mais famosos especialistas em causas cíveis, disse exatamente o contrário. Em entrevista a Bernardo Mello Franco, da Folha, afirmou “não saber se Eike pretende se entregar à Justiça brasileira”. Muito interessante essa contradição, que necessita de tradução simultânea.
EIKE FOI INFORMADO – Na verdade, o empresário Eike Batista foi informado de que no dia 13 fora aceita a denúncia do Ministério Público Federal ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, em dezembro. Ele sabia que ia ser preso.
Eike imediatamente procurou o escritório de Bermudes, que o representa em causas cíveis, mas é considerado mestre em todos os ramos do Direito. Para se ter uma ideia do que significa a grife Bermudes, basta dizer que 84 advogados trabalham com ele, seja no contencioso ou na consultoria, e têm apoio de cerca de 90 estagiários.
Ao ser informado da iminente prisão do cliente, o jurista recomendou que ele viajasse imediatamente para Nova York. E foi assim que Eike se evadiu terça-feira usando a dupla cidadania alemã, e a mulher, Flávia Sampaio, seguiu o mesmo destino no dia seguinte, conforme o “Jornal Nacional” informou (aliás, dirigido pelo jornalista Fernando Castro, o telejornal ganhou muito mais seriedade e importância).
DIZ BERMUDES – O super advogado, é claro, nega que seu cliente tenha ido para os Estados Unidos com o objetivo de escapar da Justiça. Alega que Eike viajou para se reunir com advogadas americanas que tentam desbloquear seus bens registrados nas Ilhas Cayman.
"Não há nada de estranho no fato de ele estar fora do Brasil. Ele esteve fora várias vezes nos últimos anos", disse Bermudes, acrescentando: “Uma juíza de Cayman bloqueou as contas dele lá. Por isso Eike saiu do Brasil, para se reunir com as suas advogadas que estão cuidando dessa causa“, acrescentou.
Com qualquer outro ser humano, o semideus Bermudes também comete erros. Certa vez, o escritório deixou de cumprir um prazo (a maior vergonha para um advogado) e Xuxa Meghenel perdeu uma causa milionária. A culpa, é claro, foi do escritório. Mas agora o erro foi do próprio Bermudes.
MANCADA DE ESTAGIÁRIO –  O famoso advogado jamais poderia alegar que não sabia se Eike pretende se entregar à Justiça. Foi uma mancada digna de estagiário. Até porque Eike está homiziado – digo, hospedado – no luxuoso apartamento de Bermudes no Edifício Trump Tower, com vista para o Central Park, e todo advogado tem obrigação de saber tudo o que seu cliente pretende fazer em relação ao processo.
A justificativa para homiziar – digo, hospedar – o cliente em Nova York é conversa fiada. Não existe entendimento direto entre Eike e as tais “advogadas” americanas. Quem se relaciona com elas é o escritório de Bermudes, conduzido pelo chefe do contencioso, Alexandre Sigmaringa Seixas. Nenhum cliente tem acesso direto ao escritório que representa a grife Bermudes em Nova York, não importa quem seja. É assim que funciona a defesa, em qualquer grande escritório de advocacia do mundo. Quem quiser que conte outra, como se dizia antigamente.
TRADUÇÃO SIMULTÂNEA – Eike Batista continuará foragido até que o escritório de criminalistas que trabalha para Bermudes (no qual atua o advogado Fernando Martins) esgote todos os recursos jurídicos a serem apresentados à 7ª Vara Criminal, ao Tribunal Regional Federal, ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal – não necessariamente nesta ordem.
Portanto, fica confirmado aquele velho ditado que diz: “Quando dois brigam, quem ganha é o advogado”. E o mestre Sérgio Bermudes cobra caro, muito caro mesmo. Um grande parte dos recursos públicos que foram desviados por Eike, podem ter certeza, ficará no escritório de advocacia.
###

PS
  O assunto é interessante, inquietante e eletrizante. É claro que logo voltaremos a ele. (C.N.)

⏩Tribuna da Internet