quarta-feira, 28 de março de 2012

Dinheiro do BCE demora a virar crédito na Europa


O Banco Central Europeu informou nesta quarta-feira que o fluxo de crédito para o setor empresarial desacelerou em fevereiro, num sinal de que a injeção maciça de capital no sistema financeiro ainda têm de estimular a frágil economia da zona do euro.

Os números foram publicados em meio à advertência de representantes do setor sobre os riscos da operação do BCE, que inundou o sistema bancário europeu com € 1 trilhão (US$ 1,33 trilhão) por meio de empréstimos de três anos a juros baixos.

Jens Weidmann, chefe do Bundesbank, banco central da Alemanha, disse que a "muralha de dinheiro" do BCE foi uma medida necessária, mas que apenas "comprou tempo" para a Europa consertar seus problemas.

Estatísticas divulgadas hoje mostra que a concessão empréstimos para o setor não-financeiro - um indicador fundamental de crédito- encolheu € 3 bilhões em fevereiro na comparação com mês anterior, após um aumento de € 1 bilhão no início deste ano.

Comparado com o mesmo mês em 2011, a concessão de empréstimos para o setor produtivo cresceu apenas 0,4%, ante um incremento de 0,7% em janeiro (na mesma base de comparação).

ASSOCIATED PRESS/FOLHA